domingo, 19 de fevereiro de 2012

Cravinhos e seu carnaval.

Por: Cravinhos Online.
Começou o carnaval em Cravinhos. De onde estou escrevendo esse post ouço o som alto, estridente, embalado por alguns carros que violam a lei do silêncio e passam pela Pedro Amoroso com o som no último volume.
Nas ruas, ainda pela manhã, as mesmas esquinas sem sinalização, o mesmo lixo jogado em lugares inadequados, a mesma periferia pobre e mau cuidada em assistência social, dentre outros equipamentos e infraestruturas que faltam. E agora, à noite, tudo isso é esquecido. Pensam apenas no carnaval. Festa, felicidade, muita gente... e depois. Ah! Depois não interessa. O carnaval é a prioridade.
Fez-me lembrar de Cronicamente Inviável - a ditadura da felicidade. Mantêm-se todo mundo pobre, bota um som pra tocar e pronto. Fica todo mundo feliz e dá mais votos que boas escolas e ruas bem cuidadas.
 
P.S.(Post-Scriptum) O carnaval brasileiro é uma festa popular das mais conhecidas no mundo e pode sim gerar felicidade. O tom crítico nestes escritos fundamenta-se numa inversão de prioridade em que o poder público dá preferência para essa modalidade de festa ao invês, por exemplo, de sinalizar as ruas e fazer faler a lei do silêncio plenamente, dentre outras necessidades mais imediatas da cidade.

Um comentário:

  1. Nossa! Caiu muito bem com a realidade de Cravinhos.

    ResponderExcluir